Home » Manchetes » Indo contra o MPF deputados estaduais podem aprovar aumento do reservatório da UHE Santo Antônio

Indo contra o MPF deputados estaduais podem aprovar aumento do reservatório da UHE Santo Antônio


Aírton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Cleiton Roque (PSB), Edson Martins (PMDB), Ezequiel Júnior (Sem Partido), Jean Oliveira (PMDB), Lebrão (PMDB), Geraldo da Rondônia (PSC), Luizinho Goebel (PV), Marcelino Tenório (PRP), Rosângela Donadon (PMDB), Saulo Moreira (PDT), Só Na Benção (PMDB) e Ribamar Araújo (PR), estes são os deputados estaduais que estão cedendo ao lobby do consórcio Santo Antônio Energia e a pressão do governo de Rondônia para aprovarem o aumento do lago da usina hidrelétrica localizada dentro da cidade de Porto Velho.

O Projeto de Lei Complementar nº 102 de 2016, que aumenta o nível do reservatório da usina de Santo Antônio de 70,5 metros, para 71,3 metros, uma elevação de 82 centímetros em sua cota atual, tramita desde o ano passado entre os deputados do legislativo rondoniense e se tornou um tema extremamente delicado para ser votado na casa, principalmente em ano eleitoral. Vale lembrar, que a capacidade inicial permitida para o lago era de 70 metros, ou seja, caso o projeto passe na casa serão mais um metro e meio acima do que o estimado inicialmente.

De acordo com relatórios emitidos pelo Ministério Público Federal – MPF, até os dias de hoje o consórcio não resolveu grande parte dos problemas socioambientais ocorridos em decorrência da primeira elevação, a suspeita é de áreas alagadas dentro do distritos de Jaci-Paraná e comunidades ribeirinhas na capital, tenham sido resultados dessa ação, isso, além do extermínio da fauna local com a mortandade de animais de variadas espécies, entres eles, ameaçados em extinção.

Ainda de acordo com o MPF, a aprovação desse nova elevação da cota, resultaria em uma ocultação de várias ações danosas que ainda não foram reparadas pela usina. Segundo o Ministério Público Estadual – MP/RO, comunidades inteiras ainda aguardam restituição de propriedades perdidas e relações sociais e familiares destruídas.

Porém, mesmo com um vasto relatório e apontamentos de fatos que mostram ao parlamentares rondonienses a impossibilidade de neste momento aprovar o aumento da cota do lago, o projeto poderá passar já no mês de fevereiro, fato que se ocorrer, poderá resultar em danos ainda não calculados, uma vez que nem um projeto de impactos foi apresentado de forma convivente.

Se os deputados aprovarem o projeto estarão indo à contramão do MPF, MP/RO, e principalmente, da comunidade de Porto Velho, que ainda sofre profundamente com a falta de zelo e respeito com a qual os empreendimentos hidrelétricos foram promovidos dentro da cidade.

Em ano eleitoral, é bom a comunidade ficar atenta sobre como anda a atuação dos seus parlamentares e cobrarem explicações sobre suas ações, essa será uma das votações mais importantes do ano e dirá muito sobre quem são os deputados de nosso estado.

Fonte: JH Notícias

Indo contra o MPF deputados estaduais podem aprovar aumento do reservatório da UHE Santo Antônio Reviewed by on . Aírton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Cleiton Roque (PSB), Edson Martins (PMDB), Ezequiel Júnior (Sem Partido), Jean Oliveira (PMDB), Lebrão (PMDB), Geraldo Aírton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Cleiton Roque (PSB), Edson Martins (PMDB), Ezequiel Júnior (Sem Partido), Jean Oliveira (PMDB), Lebrão (PMDB), Geraldo Rating: 0

Leave a Comment

scroll to top