Home » Cidades » Reunião no MP define comissão para analisar lei que pode gerar aumento de IPTU em Machadinho

Reunião no MP define comissão para analisar lei que pode gerar aumento de IPTU em Machadinho

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

O Ministério Público de Rondônia realizou audiência com a presença de Integrantes do Tribunal de Contas do Estado, dos Poderes Executivo e Legislativo de Machadinho do Oeste e representantes da sociedade civil organizada, em que foi discutida recente reforma tributária promovida pelo Município, que poderá gerar aumentos abusivos no IPTU e taxa de coleta de lixo.

Ocorrida na última quinta-feira (28/06), a audiência foi coordenada pela Promotora de Justiça Marlúcia Chianca de Moraes, após o recebimento de diversas reclamações de cidadãos acerca das mudanças implementadas pelo Município.

A audiência teve a presença do Prefeito de Machadinho do Oeste, Secretário e Técnicos da Secretaria Municipal de Fazenda, Procuradora e Controladora Geral do Município, Presidente e demais vereadores que compõem a Câmara de Machadinho, além de integrantes do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia e do Programa PROFAZ-RO.

Como desdobramento das discussões, foi acatada a proposta apresentada pelo Ministério Público e Tribunal de Contas, de que fosse prorrogado, por 60 dias, o prazo para pagamento da cota única ou da primeira parcela do IPTU e da Taxa de Coleta de Lixo do ano de 2018.

Neste período, uma comissão, formada por representantes da sociedade civil, Câmara, Prefeitura e Tribunal de Contas, com acompanhamento da Promotoria de Justiça, realizará análise detalhada da lei que promoveu a reforma tributária, objetivando verificar se houve ilegalidade, falha ou irregularidade na elaboração dos métodos de cálculo do referido imposto, bem como identificar a melhor maneira de realizar o rateio na cobrança da taxa de coleta de lixo.

Na ocasião, também foi firmado um compromisso pelo Prefeito e Vereadores de que, se for apurada uma eventual irregularidade, serão realizadas as alterações legislativas necessárias e cabíveis, a fim de que não haja prejuízos à população ou à arrecadação do Município de Machadinho do Oeste.

Argumentação

Ao prestar esclarecimentos durante os trabalhos, o Prefeito de Machadinho falou da necessidade de atualização do IPTU no Município, destacando que o imposto não era reajustado há mais de 16 anos. Segundo informou na reunião, o aumento deveria ter ocorrido no ano de 2017, não tendo sido aplicado em obediência ao princípio da anterioridade tributária.

Outro argumento apresentado pelo Município foi o de que foram registradas mudanças de valor venal de diversos imóveis, em razão da nova lei de zoneamento fiscal do Município, aprovada em julho de 2016.

Quanto à taxa de coleta de lixo, foi informado que o reajuste no valor da cobrança se deu em decorrência de terem aumentado, desde 2016, de modo significativo, os custos com a prestação do serviços para o Município, havendo a necessidade de ingressar no Consórcio CISAN para levar os resíduos sólidos produzidos para o aterro sanitário no Município de Ariquemes.

 

 

 

 

 

 

 
Fonte: Assessoria de Comunicação – ASCOM

Reunião no MP define comissão para analisar lei que pode gerar aumento de IPTU em Machadinho Reviewed by on .                         O Ministério Público de Rondônia realizou audiência com a presença de Integr                         O Ministério Público de Rondônia realizou audiência com a presença de Integr Rating: 0

Leave a Comment

scroll to top