28 de novembro de 2020

Home » Geral » O médico/deus que comanda o grupo AMERON de saúde

O médico/deus que comanda o grupo AMERON de saúde

julho 1, 2018 5:23 pm by: Category: Geral, Manchetes Leave a comment A+ / A-


Do alto do seu pequeno trono de ferro o médico, que se acha uma espécie de deus, sócio proprietário do empreendimento hospitalar age como se as vidas de seus funcionários e pacientes fossem propriedade sua, para que brinque com suas mazelas, enfermidades, dores e sentimentos. Acusado de vários erros médicos agora o profissional mostrou a sua verdadeira face ao agir como um carrasco com um paciente internado num dos apartamentos da unidade de saúde.

O paciente, hospitalizado com quadro de cervicalgia e lombalgia provocadas por hérnias de disco cervical e lombar, e se queixando de dores horríveis, teve sua prescrição médica feita com atenção para medicamentos capazes de manter a dor sob controle, para atenuar o quadro do paciente. No entanto, como o interno em questão já estava com uma ação contra o hospital Samar, do grupo Ameron, por erro médico, logo foi percebido pelo médico/deus, que correu para suspender toda a prescrição médica feita pelo profissional anterior, cancelando toda a medicação destinada ao paciente, deixando o mesmo passar por dores horríveis, sem sequer se dignar a fazer uma consulta laboratorial, clínica ou mesmo ir conversar com a pessoal em questão.

Indignado com a situação o paciente chamou seu advogado e seu médico de confiança e questionaram o médico/deus, que correu em dar desculpas esfarrapadas e mentiu sobre vários aspectos, inclusive acusando o paciente de ser viciado em medicamentos como Dolantina. O paciente alega que jamais tomou tal receita e ainda ressaltou “quem prescreve a medicação que vou tomar não sou eu, eu não sou médico”.

Para evitar um confronto o paciente pediu à equipe de enfermagem que não queria manter contato com o médico/deus, no entanto, o mesmo não foi capaz de respeitar a vontade do interno (já que dentro do hospital Samar ele é deus) e foi procurá-lo para humilhá-lo, e logo foi posto para fora do apartamento. Indignado com a atititude do profissional incapaz, o paciente pediu sua alta e foi tomar a medicação no Pronto Socorro. Momento em que a médica que estava no plantão foi chamada ao pequeno trono de ferro do médico/deus para receber instruções específicas quanto a como proceder no atendimento ao paciente, dali em diante, sempre usando argumentos que tentam justificar seus atos covardes e vingativos.

Agora o paciente não pode mais ser medicado adequadamente para o controle da dor provocada pelas hérnias de disco no Pronto Socorro do hospital Samar e, caso o profissional que está no plantão tente amenizar a dor do paciente, tem garantia de que será sumariamente demitido. O caso foi levado ao conhecimento da Polícia Civil sob o registro da Ocorrência Policial de númermo 118253/2018. A ocorrência também foi a forma que o paciente achou para resguardar a sua sanidade física e de seu família, já que o mesmo agora teme que algo seja feito contra si e seus entes queridos, uma vez que o médico mostrou o nível de atrocidades que é capaz de cometer.

Enquanto isso o médico/deus, em seu pequeno trono de ferro, acredita que tudo pode e que é intocável, inatingível, porém, o paciente deixou claro que pretende recorrer a todos os meios legais para fazer com que o profissional responda por seus atos e desatinos, inclusive com representação junto ao CREMERO, Justiças Civil e Criminal.

Fonte: InformaRondonia

O médico/deus que comanda o grupo AMERON de saúde Reviewed by on . Do alto do seu pequeno trono de ferro o médico, que se acha uma espécie de deus, sócio proprietário do empreendimento hospitalar age como se as vidas de seus fu Do alto do seu pequeno trono de ferro o médico, que se acha uma espécie de deus, sócio proprietário do empreendimento hospitalar age como se as vidas de seus fu Rating: 0

Leave a Comment

scroll to top